segunda-feira, 31 de agosto de 2015

É a insegurança que atrapalha. O inseguro tem baixa autoestima

É a insegurança que atrapalha. O inseguro tem baixa autoestima.

Ronaldo Magella 31/08/2015

Todo inseguro tem baixa autoestima. 

O inseguro te faz repetir a mesma coisa mil vezes até você cansar e perder a vontade.

Ele não acredita, ou ela, no que se lhe é dito.

Não se acha capaz. 

Carrega sempre consigo a dor da culpa. Ele é sempre culpado.

 É sempre uma dúvida, e pergunta sempre a mesma coisa, você gosta mesmo de mim, por que você está comigo?

“Se você gostasse de mim, me daria atenção, se me amasse, não faria isso, se me quisesse, estaria aqui”.

 São frases prontas para todo inseguro.

O inseguro ganha um beijo, mas ainda duvida. Para ele nada basta e tudo é pouco. 

O inseguro sofre duas vezes.

Não confia em si mesmo, acha que ninguém realmente o ama. 

E sofre por não achar que alguém possa realmente gostar dele. 

Tem pena de sim, sempre se acha vítima, que o mundo lhe mente, o ilude, não o entende. 

Ele perderá sempre as melhores chances, aliás, acha que não teria chances.

Ele mesmo se fecha em si e perder as oportunidades. 

No amor, sofre, no trabalho, não realiza, na vida, tem medo.

O inseguro é sempre o último a sair por não acreditar que a porta está aberta. 

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

O orgulho nos afasta do melhor da vida

O orgulho nos afasta do melhor da vida

Ronaldo Magella 27/08/2015

Não sei você, mas tenho a impressão que pessoas orgulhosas perdem, talvez, as melhores coisas da vida, ou então, muitas coisas boas.

Lembro-me de uma namorada que me disse que jamais me perdoaria, apesar de gostar muito de mim e saber que iria sofrer muito com a minha ausência, mas não aceitaria meus erros e não teria condições de me perdoar, e me disse, meu orgulho é maior.

O orgulhoso não cede, saliva, mas não prova o doce, não se entrega, se perde, acha que encontrará o caminho sozinho, mas não pedirá ajuda, morre e não pede socorro, chora,  mas não implora o lenço, ama em silêncio, sozinho, mas não confessa o seu amor.

O tempo e a vida nos prova e mostra que somos nós quem perdemos, o nosso orgulho não nos torna melhor ou piores, apenas nos afasta do melhor da vida, das pessoas, de muitas situações que poderíamos viver todos juntos.

O orgulho não ganha, nós quem perdemos, o orgulho não avança, mas nos impede e estaciona, o orgulho não prova quem venceu, mas nos indica quem perdeu, nós mesmo, ao nos afastar, nos proibir e nos bloquear.

Por orgulho me afastei de pessoas que amava e me queria bem, depois que tiver retornar, fazer o caminho de volta, mas já havia perdido o tempo, um tempo. Por orgulho calei e deixei de viver coisas e boas e uma vida melhor, cheia de amor e alegria.


segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Só falta você chegar

Só falta você chegar

Ronaldo Magella 17/08/2015

Tem porta, pra você entrar
Tem cadeira e café, pra você sentar e tomar
Rede, pra dois, rede, pra conectar
Janela, pra ver o mundo, jardim, pra caminhar
Tv, pra não ligar, música, pra animar
Tem cama, pra dormir e aconchegar
Banho quente, mesa e luzes

Já estou, agora só falta você chegar. 

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Sua foto por um real, seus mistérios por um milhão

Sua foto por um real, seus mistérios por um milhão

Ronaldo Magella 13/08/2015

Ainda prefiro a moça que não faz selfie, nem tem perfil no Facebook, não se mostra, não é vista, até parece que não existe, mas tem vida. 

Gente que não conheço me desperta curiosidade, pessoas que calam me prendem a atenção.

Procuro pelas pessoas que somem, ando em busca de quem desapareceu.

 É aquilo que não vejo que quero olhar, o que não conheço me incita a observar, a curiosidade nasce da ignorância.

Se não sei, quero saber.

Sou apaixonada pela garota que tem um perfil real, vive a vida, caminha no sol e conversa com as pessoas na rua, se esconde da multidão, ela é si uma multidão de mistérios e segredos.

 A necessidade de exposição da era moderna fez com que o silêncio se tornasse um valor imponderável.

Há muito barulho no mundo, as pessoas gritam, se mostram, amostram, querem aparecer.

Desculpem as moças bonitas e belas que mostram seus dotes físicos nas redes sociais, mas o mistério ainda é essencial, e, fundamental.

 Nem sempre há beleza naquilo que não vemos, mas há fascínio, e, atração.

Como somos atraídos pelo desconhecido da morte, do universo, do infinito, aquilo que não se mostra e é mais difícil tem mais valor, sabor.

Não preciso mais perguntar, todo é publicado, postado, todo mundo diz o que faz, fez, fará, o que sente, ou deixa de sentir.

Meio que perdeu a graça a vida das pessoas, sabemos sobre alguém, sobre todo mundo sem esforço, sem sair de casa, a vida das pessoas salta aos nossos olhos via Instagram, pelas telas dos nossos celulares.


Nesse universo de barulho virtual, de indiretas e exibições, ainda é a troca de olhares e sorrisos amarelos que me fazem tremer, não troco um toque de mão, um abraço por todas as curtidas do mundo.

domingo, 9 de agosto de 2015

Amores virtuais são tão reais quanto


Amores virtuais são tão reais quanto

Ronaldo Magella 09/08/2015

Um amigo entrou num grupo de whaSapp, tinha apenas um conhecido no ambiente, se fosse uma festa com gente real, na vida comum, certamente ele não teria ficado, teria se sentido deslocado e iria embora, mas no mundo virtual conviver com estranhos é a regra, a rotina,  o padrão, então, ele decidiu ficar por lá.

Foi tudo muito rápido, mesmo sem falar muito no grupo, ainda assim conseguiu fazer barulho pra alguém que lá estava. Começou a conversar com uma garota no privado, como se costuma dizer na linguagem usual, e com menos de uma semana já estavam namorando, sem nunca terem se visto.

E, ela já avisava aos amigos e parentes próximos da nova relação vigente, informou aos pretendentes que não insistissem mais, ela tinha agora um compromisso e exigia respeito dos contatos, mudou o status do Facebook, e passou a postar textos de alguém apaixonada por um novo amor.

Não é a primeira experiência dessa natureza que tive oportunidade de conhecer. Cada vez mais os amores virtuais preenchem a nossa vida e inundam os nossos sentimentos, como se fosse a coisa mais normal e comum do mundo. Não que o contato físico, a experiência visual não sejam mais necessários, mas a sensação que tenho é que ficam agora em plano secundário, podem nos fazer desistir de alguém, mas o que nos faz iniciar agora é uma fotinha de perfil e uma conversa sobre o que gostamos ou deixamos de fazer.

Voltando a nossa história. Eles conversaram durante 15 dias, talvez na vida real seis meses fossem poucos, no mundo físico o tempo é outro, mas na virtualidade tudo é muito intenso e rápido, e ela se dizia apaixonada, que ele era muito interessante, legal, chamou a atenção dela no grupo e era alguém que sempre quis pra si. Meu amigo sorria, não acreditava, mas resolveu tirar a questão a limpou, marcou o encontrou, enfrentou a parada, mesmo cheio de dúvidas, mas o final foi feliz, eles ficaram, fizeram sexo no primeiro encontro, e, parecem que irão continuar.

Rápido, fácil, ligeiro, normal, novos tempos, vida, acontece, antes se perdia tempo, a vida é assim agora, é preciso aproveitar, não sei as respostas, tenho as perguntas, mas por mais que me sinta fascinado por esse mundo que nos promove alegrias passageiras e intensas, também percebo que nos provoca dores lancinantes e destruidoras, da mesma forma que conquistamos, perdemos, e já não podemos reclamar, nada é feito pra demorar, nem pra durar, a única validade é a do momento, da hora, do agora.

E não, não são jovens, os personagens da história já passam dos 30 anos, estão adaptados aos tempos modernos, vivendo conforme o cardápio ofertado, e claro, aproveitando o prato do dia junto com a sobremesa da promoção.

Talvez você diga que isso jamais aconteceria com você, mas sinto dizer que isso é mais possível do que se possa imaginar e cedo ou tarde uma experiência virtual irá nos bater a porta nos convidando para aceitarmos o que temos ou ficarmos com o que havia.  Por fim, não acredito que o problema sejam os meios, o tempo, mas as pessoas. Amores na vida tradicional também podiam acontecer da mesma forma e com os mesmos sentimentos e cenas descritos acima.

São e sempre serão as pessoas que nos farão seguir ou desistir, são elas que nos dizem se podemos nos entregar ou parar, o preço de uma coisa ou outra será cobrado cedo ou tarde, solidão, arrependimento, ou apenas a certeza que valeu mesmo a pena.


Não diria pra não fazer, mas pra sentir. Muitas histórias como essas não duram um dia, outras seguem um tempo, param, outras deixam algo pra contar, seguem, cabem sempre aos envolvidos o desfecho do enredo, sempre serão os responsáveis. 

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Ela jamais esquecerá e usará contra você tudo o que você disser


Ela jamais esquecerá e usará contra você tudo o que você disser

Ronaldo Magella 03/08/2015

Se brigar com a namorada, noiva, esposa, evitar falar.

O silêncio é a melhor arma. Jamais abra a boca, concorde com tudo que ela disser, peça desculpas, perdão, fique de joelhos, mude de assunto, faça um elogio e vá embora pra Marte.

A minha experiência já me fez entender que as mulheres agem da seguinte forma, tudo o que você disser será usado contra você, agora, depois, mais tarde, sempre.

Por isso, calado. Se não for pra elogiar, melhor não dizer nada idiota.

Nada do que disser será perdido, ficará guardado e será usado contra você na próxima discussão, conversa, briga, DR, quando ela quiser se vingar.

Eis o seu único direito, calar.

 O resto, é a lei vigente, imutável, e que elas irão seguir a risca sem medo, jogarão com suas próprias palavras, aliás, com um gostinho de revanche.

Mulheres são vingativas por natureza.

Ela vai jogar na sua cara o que você disse, ela não esquece, não esquecerá, guardará para usar no momento oportuno, não irá esquecer, irá lembrar o que você disse há dez anos como se tivesse dito ontem, fará você se arrepender de cada palavra, frase, até de ter nascido.

E não importa que você tenha dito em tom de brincadeira, com carinho, sem maldade, ela não gostou e pronto, usará contra você, jogará na sua cara, fará você engolir cada sílaba.

Evite dizer que ela está gorda, aliás, evite até dizer que ela precisa caminhar, jamais diga que ela não é bonita, não fale da ex-namorada, do seu ex-amor, não a compare com outra mulher, nunca diga que sente saudade ou falta de outra pessoa, são erros primários e irreparáveis.

Jamais seja sincero, elas pedem a verdade, mas não a querem.

Há um jogo no ar, as regras são claras, se você admitir o que ela deseja sofrerá as consequências e nunca mais terá paz.


A briga começou, o clima está chato, tenso: amor, seu cabelo está diferente, cortou? Ah, adorei a cor das suas unhas. Nossa, você está magra, está de regime? Lembrei da sua mãe hoje. Ei paixão, vamos comer uma pizza? Se arrume, quero você linda, põe aquele seu vestido preto que adoro. 

Quanto tempo demora pra você se apaixonar?

Quanto tempo demora pra você se apaixonar?

Ronaldo Magella 03/08/2015

Boa pergunta, mas não tenho a resposta, nem pra mim, nem pra ninguém.

Ainda hoje me perguntaram quanto tempo leva pra alguém se apaixonar, não soube o que dizer, rodei pra lá e pra cá, gaguejei, e nada, apenas disse que isso varia de pessoa pra pessoa, não tem como medir e estabelecer um prazo, um tempo, um limite, pode ser num minuto, pode demorar seis meses, um segundo ou um século.

As pessoas são diferentes, umas mais sensíveis, outras mais duras, umas mais seguras, outras mais frágeis, cada um de nós reage a estímulos de forma de diferente e encara a situação dentro das suas condições psicológicas e sentimentais.

Sei que, com a idade, e depois de muitas decepções, fracassos e erros, você cria anticorpos e se defende melhor das ilusões e aventuras da vida, sabe reconhecer melhor quando deve investir numa pessoa, relação, se jogar, ou então sair fora, deixar para lá, ou ainda, apenas sentir as sensações de uma boa conversa com alguém interessante.

Já me apaixonei com uma conversa, ué, fazer o quê? Ela era linda, especial, interessante, inteligente, simpática, sorria pra mim, segurava minha mão, me olhava nos olhos, me dizia coisas doces e fazia planos, como não gosta de primeira de alguém assim e soltar os freios?

Depois percebi que não era eu o motivo dela ser daquele jeito, ela era mesmo um amor de pessoa com todo mundo, mas como não gostar de pessoas incríveis e especiais? Não há remédio contra isso, é o que buscamos todos, alguém que nos faça apaixonar.

O tempo e a maturidade é mesmo uma coisa chata e sem sal, faz você ficar mais insensível com a vida, com as pessoas e até mesmo ignorar seus sentimentos, muitas vezes você encontra alguém que poderia te provocar algo, mas resolve não dá bola pra o seu coração, ocupa a cabeça, deixa de pensar e segue em frente, é melhor não se envolver pra não sofrer depois, tomamos muito essa decisão depois de certa idade.

Mas também já conheci histórias de pessoas que se apaixonaram depois dos 70 anos e viveram uma linda história de amor, pois não importa a idade, o tempo, o que resta, mas sim o que podemos viver com alguém que está ao nosso lado.

E acredito que paixão seja isso, o encantamento que sentimos por alguém, quando gostamos, admiramos, sentimos falta, queremos ficar perto, junto, aproveitamos as horas e momentos e estes se tornam inesquecíveis.

Sinto falta de me apaixonar e gostar de alguém, fazer loucuras e sonhar de olhos abertos, não sei quanto tempo demora pra você realmente ficar abestalhado por outra pessoa, mas sei que quando acontece é uma das melhores coisas do mundo, e não há tempo pra mim, a gente sente e isso basta.