sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

“Quando a gente gosta, é claro que a gente cuida”


“Quando a gente gosta, é claro que a gente cuida”

Ronaldo Magella 26/02/2016

Gosto de quem se interessa por mim
O amor nasce do cuidado
É a segurança que nos faz ficar
Protegido me sinto melhor
A paixão nasce da admiração
E a gente admira quem gosta
E gosta de quem admira
Dispenso a indiferença, a falta de atenção
Quem não me tem cuidado, não merece meu carinho
Ganha meus beijos quem pede meus abraços
Nos meus braços ganha beijo
Segue comigo quem gosta de mim
Fica perto quem se sente bem
O desejo nasce da vontade
Quem tem vontade de mim me acha
Encontra, vem, chega, bate na porta
Invade, se faz notar,
Entra, se acomoda, fica, se realiza.
Quem me quer aparece, se mostra
Se faz ver, perceber
Quem não me sorrir não me faz chorar
Quem não me quer, não me faz falta



Neutros, não estamos nem aí

Neutros, não estamos nem aí

Ronaldo Magella 26/02/2016

Neutro, essa a resposta que um amigo meu deu quando perguntei sobre os rumos do seu coração, na verdade ele quis dizer, não estou me importando no momento, meio que cansado de dar bola pra o meu coração e os meus sentimentos, chega de paixões ridículas e ilusões desnecessárias.

Até sei que precisamos de amor, solidão é pra gênios e heróis, a gente, nós, o povo, pessoas de carne e osso, precisamos de gente, de companhia, mas cá entre nós, essa busca por amor cansa, e muito, muitas vezes faz a gente se sentir bobo e repetitivo, como se andássemos em círculos atrás do nosso próprio rabo.

Não sei os motivos, mas tenho encontrado muita gente assim, neutras, sem se importar com suas questões emotivas e afetivas, se bom ou ruim, não sei, mas sei, pois vejo, que muita sofre correndo e em busca disso que chamam de amor, a solidão muitas vezes é necessária, pra você colocar muitas coisas no lugar, te deixa mais sereno e menos vulnerável, mais seguro e firme em outras coisas.

Mas sei também que vez ou outra vamos sentir uma solidão, pequena, que a gente tenta abafar, guardar, conter, mas ela sempre chega de mansinho e nos deixa um pouco entediados em determinados momentos, é quando surge dento de nós aquela vontade de encontrar alguém, ter alguém, viver uma paixão, e quando isso acontece, nem sempre os resultados são bons, no vexame a gente acaba trocando qualidade por quantidade, desejo por necessidade, vontade por posse, e já viu, não vai ser nada bom.

A boa notícia? Ela passa, a solidão, a aquela vontade, também, e a gente voltar a ficar neutro e seguir nosso caminho, nossa vida. Voltamos a nos afastas das pessoas, recuamos e não deixamos nos envolver.

Não estou dizendo que solidão seja bom, mas também que insistir em romances e paixões, principalmente pelo motivos errados e com pessoas pouco interessantes é pedir pra sofrer e sentir o sabor da dor sem necessidades.

Estamos bem, eis o que muitas pessoas me dizem, estou bem, em paz, tranquila, estamos neutros, assim podemos dizer, sim, gostaríamos, mas isso não quer dizer que a gente tenha que realmente buscar, talvez, como dizem, vai aparecer, chegar e se isso não acontecer, já sabem, não estamos nem aí, e isso basta.



quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Esperanças ridículas

Esperanças ridículas

Ronaldo Magella 24/02/2016

Tenha tudo, menos expectativas, vez por outra vejo uma frase assim nas redes sociais.
Esperar é chato, esperanças são ridículas. Só precisamos seguir.

Num mundo cada vez mais chato e egoísta é natural que nos deixemos encantar por alguém que seja interessante, tenha uma boa conversa, seja natural, engraçado, e consiga despertar algo em nós além de tédio.

Percebo que é cada vez mais difícil ter uma relação leve, sem jogos infantis, sem cobranças imaturas, sem pressão, sem posse. E claro, é cada vez mais difícil encontrar alguém interessante, as pessoas parecem cada vez mais iguais. Insossas, adoçantes.
 .

Cada vez me conformo com a solidão, porém, tenho a sensação de que algo bom vai acontecer, alguém vai aparecer, SQN, mas sinto também que não posso ter esperanças, ridículas, menos ainda expectativas, chatas e cansativas. 

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Falta gente na praça

Falta gente na praça

Ronaldo Magella 22/02/2016

A gente já tem coisas, a gente precisa é de gente.
Gente, está faltando gente.
Não tem mais gente.
Precisamos de gente.
Gente pra gostar, gente pra abraçar
Gente pra conversar, gente pra sorrir
Gente pra se apaixonar, gente pra amar
Gente pra se interessar, gente pra se dedicar.
Falta gente, tem pouca gente, há ausência de gente
Gente que a gente não quer deixar, não pode perder
Gente pra não esquecer, gente pra lembrar
Gente pra confiar, gente pra não duvidar
Gente pra nos fazer melhor, gente pra nos incentivar
Não há gente, as gentes sumiram, se perderam
Não tem mais gente
Gente pra contar um segredo, pra olhar nos olhos
Gente pra curtir, gente pra adorar
Gente pra dividir, gente pra somar
Gente pra nos levar, gente pra nos fazer ficar
Cadê as gentes? Onde estão as gentes?
Gente pra querer, gente pra nos fazer voltar
Estamos sofrendo sem gente, da ausência de gente

Falta gente na praça, sobre gente olhando o celular. 

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Gostar em silêncio

Gostar em silêncio

Ronaldo Magella 18/02/2016

Sofre menos quem saber gostar em silêncio
Explica-se menos quem fala menos
Boca fechada, ouvidos limpos
Quem gosta em silêncio não passa vergonha
A rejeição é menor quando só um sofre
Se ninguém sabe, ninguém pode falar
Só ninguém conhece, não pode criticar
Se você não posta, não existe
Se não fala, não sente
Se faz de conta que não sente e eles acreditam
Não saberão que está a sofrer
Sofre mais quem se deixar ver
Queda em público dói mais
Sozinho no quarto, ninguém perde
Sentimento trancado, não é de ninguém
Se você não reclama, está tudo bem
Se grita, algo não está bem.
Gostar em silêncio ainda é a melhor forma de amar
O amor que nasce, também morre
Melhor se ninguém puder ver, jamais existiu.



Se for a dois, que seja bom, se for sozinho, que seja leve, tenha charme e elegância.

Se for a dois, que seja bom, se for sozinho, que seja leve, tenha charme e elegância.
Ronaldo Magella 18/02/2016

Há certa leveza quando a gente não se interessa por ninguém, não vou mentir e dizer que não estou interessado em alguém, estou, até penso que ela sabe, ou não, tenho dúvidas, mas não sofro com isso, se sofro é bem menos que antes.

Tem algo de charmoso em não se interessar por alguém, quando você volta suas atenções pra outras coisas, estudo, trabalho, vida, religião, como se ficasse distante de tudo e todos, como se você a si mesmo bastasse e nada mais importasse, é algo elegante, como se você caminhasse de cabeça erguida sem medo de tropeçar.

Não estou dizendo que não me importo com afetos, amores e paixões, apenas dizendo que o momento não faz diferença, há muitas coisas por fazer, muitos planos e sonhos em andamento, e algumas coisas você vai deixando para depois, de lado, sem se importar muito.

Também não estou dizendo que a porta está fechada e que meu coração está trancado, em balanço, apenas digo que meu direcionamento está longe de certos assuntos, determinados temas, claro que, se aparecer alguém interessante, especial, e diga-se de passagem, pessoas assim são raras, é claro que vamos aproveitar a oportunidade.

 Mas a verdade é que não se pode forçar o amor, a paixão, os sentimentos, eles nascem, crescem e desabrocham de forma espontânea e livre, sem obrigação ou qualquer outro empurrão. Quando você deixa de se importar com o que você sente, seus sentimentos deixam de sufocar você.


Como disse uma amiga, na pressa de encontrar a gente não enxerga e não vê o que está bem diante dos nossos olhos, a nossa frente, perto e fácil. No mais, a vida segue e a gente não precisa colocar a corda no pescoço para deixar de viver, sozinho, com alguém, a vida dirá o que deverá acontecer, de uma forma ou de outra, se for a dois, que seja bom, se for sozinho, que seja leve, tenha charme e elegância. 

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Por que os homens precisam contar tudo

Por que os homens precisam contar tudo

Ronaldo Magella 14/02/2016

Um amigo me diz, se eu não disser, contar, não fiz nada, o bom é dizer.

Algo que causa insegurança nas meninas, a exposição.

Os homens, culpa deles, não entendem por que as mulheres muitas vezes, mesmo querendo, com vontade, se fazem de difíceis.

A explicação é fácil, o cara sempre irá dizer aos amigos o que fez com ela, se ela foi fácil, o que ela fez, como foi, e nenhuma mulher que passar na rua e ter seu nome na boca de outras homens comentando sua intimidade.

Os homens competem entre si, sim, é algo infantil, mas real. Faz parte.

Outra questão é provar sua masculinidade, a contação de vantagem é apenas para mostrar e provar isso, nada mais ridículo e imaturo. Então, né?

A maioria dos homens sonha com uma mulher troféu, aquela para ser exibida, ostentada, para que os outros, homens, claro, vejam, mesmo que na intimidade a relação não seja das melhores, mas o cara está com uma mulher que é cobiçada, e isso pra ele é tudo.

Isso explica o desejo pelo físico, pela aparência, num fundo, talvez, digo talvez, a gente realmente prefira a beleza interior, mas sabemos que vivemos num mundo de imagens e aparências, onde o que conta mais é o que as pessoas podem exibir no exterior e não o que podem viver no interior.

Também não deixa de ser um complexo de inferioridade, só fala quem precisa provar algo a alguém, quem está em paz consigo mesmo prefere o silêncio, a intimidade, só se mostra, se expõe que quem quer a aprovação alheia, o aplauso do público, quem tem necessidade de aprovação, síndrome de popularidade.


Isso explica também o por que de muitas pessoas antes mesmo de conviverem correrem para as redes sociais e postarem que estão com alguém, e menos de 48 horas terminarem a relação, mas uma vez querem apenas mostrar ao mundo, provar, demonstrar a plateia o espetáculo das suas vidas. 

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Toda mulher é curiosa

Toda mulher é curiosa

Ronaldo Magella 12/02/2016

Não foi difícil pra Serpente seduzir Eva, a cobra sabia que era só atiçar a curiosidade e pronto, estava resolvido.

Toda mulher é curiosa, não sei os motivos, mas sei que isso é verdade. São mais curiosas do que os homens.

Quer atrair a atenção de mulher, provoque curiosidade. É uma armadilha perfeita.

Quando uma mulher se interessa por você ela irá descobrir tudo a seu respeito, o seu passado, o seu presente, até o seu futuro, todos os detalhes, mas isso há uma razão, simples até de saber.

Quando ela se torna sua ex, irá acompanhar sua vida.

Toda mulher é uma espiã natural, ela vasculha, descobre, mexe, revira, aos poucos ela vai encontrando o que precisa para justificar o que ela pensa e acha sobre você. Ela sempre estará certa.

Não pense que ela te deixou, ela apenas não aparece na sua vida, mas acompanha o que você faz.

Sabe se você está mais gordo ou mais magro, fala mal da sua nova namorada, principalmente se ela se achar mais bonita.

E você vai ouvir aquela frase, você me trocou por isso? Você já foi melhor, claro, entra aí uma certa mágoa e um pouco de ressentimento, mas o que se pode fazer, é delas.


quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Eu quero você comigo

Eu quero você comigo

Ronaldo Magella 11/02/2016 jornalista, professor, escritor, poeta, tem livros publicados

Demora pra gente admitir que está gostando de alguém, você luta, quer sumir, deixar pra lá, mas não consegue.

Se envolve na conversa, sente falta, começa a ter saudades, procura todos os dias, gosta de estar perto, junto.

Sozinho você está pensando, o pensamento vai encontrar longe, você olha o celular e não chega mensagem, você inventa mil coisas e quando se deixa ficar quieto, pronto, já está procurando pela pessoa dentro de você, ansioso por ela.

E saí surge o medo.

Você agora sabe que sim, que está gostando dela, que não pode mais negar a si mesmo, se esconder, mas você agora um problema, você não sabe como dizer, o que fazer, como agir, como se mostrar.

Poxa, é alguém de quem você gosta, você não quer ser um idiota, não quer passar uma cantada barata, não quer ir com pressa, avançar o sinal, chegar com tudo, pois, em verdade, e pra ser sincero, você acha que você só gosta.

No fundo você acredita e acha que ela só te ver como amigo querido, como ela mesmo diz, e isso te faz perder a vontade de ir mais fundo, além.

Você quer apenas dizer a ela, eu quero você comigo, estou gostando de você e não há outra forma de ter contar isso, estou sentindo algo, lutei, mas perdi, tenho medo, mas agora é a minha verdade, quero estar em seus braços, receber seus abraços, quero me encaixar no teu cheiro, me perder no seu olhar, me achar no teu caminho, me encontrar na sua vida, só não sei como te dizer isso.

E você sempre volta pra o mesmo lugar, pra o seu medo, pra suas dúvidas, pra sua insegurança, pra dentro de você mesmo, que é um lugar seguro e frio, solitário e angustiante.


E gostaria de cantar pra ela, numa noite de lua cheia, embaixo da janela dela, sob a luz das estrelas, “de todas as coisas só quero você, quem sabe você me queira também”. 

Quando ela te chama de bobo

Quando ela te chama de bobo

Ronaldo Magella 11/02/2016 - jornalista, professor, escritor, poeta, tem livros publicados

Claro que vou bobo, foi o que ela disse. É o que elas dizem quando são meigas.

Quando uma mulher te chama de bobo está querendo dizer que tem carinho por você.

É uma forma gentil de dizer, gosto de você idiota.

Ela te chama de bobo, está dizendo, nossa como você é inocente, ainda não percebeu o sinto por você.

Ou seja, está querendo dizer, só você ainda não percebeu o quanto gosto de você cara.
Bobo, é o mesmo que dizer, te adoro, se ligue, mané.

Claro, ela nunca vai dizer com todas as letras, bobo foi uma forma que ela encontrou de dizer algo que só você, ainda, bobo, não entendeu,  prestou atenção ou não quer acreditar.

Ela te chama de bobo, está dizendo, você é querido, é especial, mas é um tapado, entenda logo, não me faça perder a paciência.

Ela te chama de bobo pra não dizer que você é lesado e ainda não percebeu o que ela sente.

Bobo não é o mesmo que imbecil, quando ela te chamar de imbecil, significa que você é um babaca, um otário, um idiota da pior qualidade e que ela odeia você.

Uma mulher nunca é direta, ela fala com o olhar, diz com o sorriso, comunica com a voz, grita com o silêncio.

Nós, os homens, é que ainda não conseguimos ter a sensibilidade necessária para entender esses sinais, claro, alguns.


Quando ela te chamar de bobo, sorria, ela gosta de você. Bobo. 

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Aos poucos

Aos poucos

Ronaldo Magella 10/02/2016

Aos poucos vou deixando você morrer em mim, vou me virando pelo avesso e trocando o passado pelo presente sem me lançar pra o futuro.

Aos poucos vou deixando você pelo caminho, ponto distante que a vista nem mais alcança e o pensamento já não busca, vou trocando o seu cheiro, perdendo a esperança, apagando as lembranças, esquecendo o seu rosto, perdendo o desejo, vivendo não mais das histórias de ontem, mas da hora presente.

Aos poucos vou me deixando no silêncio, antes gritava seu nome por dentro, cantava um sentimento por você, agora, aos poucos, vou tirando a poeira de você que resta em mim, me arrumando devagar, guardando cada coisa em seu lugar, jogando fora o que não uso, me presta mais.

Aos poucos for reformando a casa do meu coração, pintando as paredes, trocando a cor, mudando os móveis de lugar, arejando a sala, abrindo espaços novos, deixando o vento correr e me levar, levando também tudo o que restava de você mim.

Aos poucos vou voltando a sorrir, não me atormenta mais a dor da ausência, me acompanho com a solidão, acho bom, cuido mais de mim, não me importa já muitas coisas, outras faço questão de nem saber, nem me importo ou ligo se você estar ou não, eu, de mim sei, não estou mais, nem quero voltar.

Aos poucos vou deixando de cantar e ouvir as músicas que um dia cantei e ouvi por você, trocei os discos, mudei o refrão, troco a melodia, esqueço as letras, mudo a banda, prefiro outro estilo.


Aos poucos a vida já mudando de sentido, em outra direção, novas paisagens, outros lugares, velhas histórias, outras vontades, aos poucos vou percebendo que já tivemos a nossa vida, a nossa história e por mais que ainda sinta não quero mais viver aquilo que não tem mais espaço dentro de mim, pois sei que um dia, aos poucos, tudo acaba, e pra sempre. 

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Se garanta cara!

Se garanta cara!

Ronaldo Magella 02/02/2016

            Acho, mas eu só acho, que o que faz um cara conquistar uma mulher não é tanto a beleza, o dinheiro, o charme, sim, claro, todas essas coisas são ingredientes, somados pesam, juntas fazem muita diferença, mas a segurança e autoestima são essenciais, um cara, desde que não seja um idiota, seguro de si, consegue um bom resultado.

            Já escrevi sobre isso, volto a escrever por um motivo, que irei explicar mais a frente. Muitas vezes meus amigos não conseguem entender como certas mulheres, considerada por eles, linda, top, gata, como se diz hoje em dia, estão com caras, ainda segundo a opinião deles, poucos atraentes e sem recursos, digamos, físicos e sociais.

            A resposta é simples, o cara é feio, mas teve coragem de chegar junto, o cara não tem dinheiro, mas é engraçado e teve a ousadia necessária para conquistar a mulher, o cara não é popular, famoso, sociável, mas foi ele o único que teve a atitude de cruzar a rua e tentar algo que ninguém até então teve.

            O cara se garantiu.

            Mulher nenhuma gosta de ser colocada em um altar, mulher gosta de ser desejada, de que ainda o que cara achar uma mulher linda, gata e ter medo dela? Foi isso que a modelo Fernanda Paes Lemes afirmou hoje, “a mulherada tem chegado mais em mim do que os homens. Elas têm mais autoestima. Já eles são mais medrosos, me consideram uma mulher intocável”. Disse a atriz.

            Eis o motivo de voltar a esse assunto. A maioria dos caras não se garante, são medrosos, inseguros, querem, mas não têm coragem, olham de longe, mas não têm ousadia e atitude de chegar junto, de ir lá e fazer a corte, arriscar. Os homens ainda sofrem com a rejeição, odeiam receber um não, que ainda fere o seu orgulho, mata o seu amor próprio.

            Não existe mulher intocável, pois por mais linda e bonita que seja, independe e inteligente, também sente solidão, carência, tem necessidades, quer carinho, atenção, se apaixonar, quer amar e ser amada, logo, os caras precisam se garantir mais.

            É deixar de mimimi, pipipi, lálálá, não seja um idiota, um bom papo, uma conversa engraçada, um charme inteligente, um humor sutil, uma forma agradável de ser, tem lá as suas vantagens, caso contrário, como diz a atriz, a mulherada está chegando junto.





segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Quando deixamos de nos amar

Quando deixamos de nos amar

Ronaldo Magella 01/02/2016

Quando nossas mãos se soltaram e não mais se procuraram
Quando a pressa era maior do que a espera pela companhia
Quando o silêncio era o único barulho que nos restava
E o escuro trazia um alívio que o claro não permitia mais
Quando a solidão era a nossa maior e melhor companhia
Quando calamos os risos e baixamos os olhares
Quando tentávamos chegar primeiro, sair primeiro, e não mais juntos
Ao lado, lado a lado, em par, um par
Quando deixamos de ser um par, para nos tornamos dois, um por um
Foi quando deixamos de nos amar.
Deixamos de nos amar quando não mais havia palavras entre nós.
Quando o sono era melhor do que a presença
Não havia mais amor se não te esperava mais, sentado a mesa me servia sozinho.
Deixamos de nos amar quando trocamos as palavras, os gestos, os carinhos.
Quando antes era vamos, agora dizíamos tanto faz.
Quando antes nos tocávamos, agora nos distanciávamos.
Quando antes te olhava, agora nem mais falava.
Quando mudamos de olhar, aumentamos o tom, deixamos de insistir no nós
Quando juntos nada mais dava certo
Quando separados nos sentíamos livres
Sozinhos leve, juntos pesados, quando distantes alegres
Próximos tristes
Quando não te encontrar era bom, quando a tua presença era demais

Quando deixamos de nos amar, quando não havia mais alegras, prazer, gosto em estar juntos. 

Por que precisamos de alguém?

Por que precisamos de alguém?

Ronaldo Magella 01/02/2016

O mito narra que nós vivíamos aos pares, como gêmeos siameses, colados, mas fomos separados, e a partir daí, desde então, vivemos nessa busca incessante pela nossa alma gêmea, nessa procura, mas claro, é um mito, e como todo mito, vem nos explicar as razões e o motivo de algo existe e ao qual não temos como explicar ou não sabemos.

Por que precisamos de alguém? É necessário? Alguém irá dizer que não, que não podemos depositar nossa felicidade em outro, ou outra, que não podemos nos apoiar nessa ideia de que a vida só terá sentido se estivemos com alguém. Realmente, não se pode fazer disso uma obrigação, condição para sermos felizes, mas o fato é que, mesmo não precisando, mesmo que muitas vezes ruim com alguém, pior sem alguém, a gente passa a vida procurando alguém.

Somos seres de afetos, precisamos de companhia, carinho, atenção, de compartilhar a nossa vida, até mesmo os autossuficientes, cheios de si, uma vez ou outra na vida, irão sentir a falta de estar com alguém. Solidão é para os heróis, nós, seremos humanos, precisamos de gente, de pessoas, de companhia, de outra vida ao nosso lado. 

Uma amiga quem me disse: quero alguém pra dividir meu tempo, chegar em casa e contar minha vida, mostrar as minhas unhas novas, falar do meu dia, dar um abraço e o meu abraço, perguntar alguma coisa, ouvir outra, ter uma companhia.

Quero alguém pra mostrar o meu cabelo novo e receber elogios, ou pra tirar minhas dúvidas na hora sobre qual roupa vestir ou sapato escolher, alguém até pra brigar quando a minha TPM chegar,  e depois pedir desculpas.

Alguém pra chorar quando eu não suportar mais o peso de tudo e alguém pra me fazer rir quando eu estiver bem leve e feliz, alguém pra me ajudar, pra dividir a vida, fazer coisas, sair numa noite de sábado, alguém que me dê atenção, cuide de mim, se ofereça pra mim, esteja sempre disposto pra mim, que me ouça, não me recrimine, me entenda, me dê conselhos, me ajude, fique ao meu lado quando eu precisar, que me abrace gostoso num domingo de manhã, que me cubra de beijos, vá ao cinema comigo, me faça surpresas, que me tire da rotina, me livre do tédio, me faça sentir-me desejada, que me deseje e me dê vontade também.

Realmente, concordo com as pessoas que dizem que não precisamos de ninguém, e concordo a minha amiga, é gostoso dividir a nossa vida com alguém, ser de alguém e ter alguém, torna a vida mais leve, o mundo mais simples, a caminhada mais interessante, o caminho menos difícil.